• Artigos

  • Relatos

  • Dicas e
    curiosidades

  • Eventos

  • Dicas de
    viagem

Número de vinicultores ingleses está aumentando significativamente

27/10/2015::Daniel Chaves

 

O número de registros de novos produtores de vinho aumentou em 41% na Inglaterra em relação ao ano anterior. O número inclui produtores que fazem vinhos com uvas importadas mas, principalmente, vitivinicultores voltados para a produção de vinhos de qualidade. 

A demanda de vinho local tem sido aumentada pela percepção de alta qualidade do vinho inglês e da valorização de produtos regionais. O próximo desafio deve ser desenvolver um mercado sólido de exportação para estes vinhos, que tem surpreendido pela sua qualidade e está desperatando interesse no resto do mundo, especialmente os espumantes.

Aliás, há uma boa razão para a boa qualidade dos espumantes - Kent e West Sussex, onde são feitos os melhores exemplares ingleses, está a apenas 90 milhas ao norte de Champagne e possui um solo calcário muito similar à tradicional região francesa. Com anos cada vez mais quentes, há quem diga que esta área será a nova Champagne.

A crítica de vinhos Jancis Robinson já atestou a boa qualidade e a única crítica que faz ao espumante inglês é que poucos alcançam maior complexidade, pois em geral os produtotes não os deixam amadurecer por maior tempo - reflexo da pressão por abastecer rapidamente o sedento mercado inglês, da falta de locais para armazenamento e de uma produção que está apenas engatinhando. Os produtores concordam que há muito trabalho a ser feito, como na identificação de terroirs por exemplo, mas os investimentos estão crescendo em uma velocidade surpreendente.

Aqui você confere uma boa seleção de espumantes ingleses feita pela Revista Decanter.

 A Inglaterra e o País de Gales tem atualmente 135 vinícolas e 470 vinhedos comerciais (com uma média de 4 hectares). A produção anual é de 4,45 milhões de garrafas.

Fotos: The Guardian e The Drink Business

  • Rex Bibendi
  • Enoteca Decanter
  • Vinho Site