• Artigos

  • Relatos

  • Dicas e
    curiosidades

  • Eventos

  • Dicas de
    viagem

Fraude ou “choro” de perdedor?

08/08/2017::Christovão Oliveira

Nos dois últimos anos a importação de vinhos chilenos pela Argentina disparou.
A situação é agravada, em muito, para os produtores locais que enfrentaram duas safras muito fracas e tem agora a ameaça do vinho Chileno.
Várias medidas são discutidas entre produtores e comerciantes do país para mitigar esta situação. Claro que uma delas é uma taxação maior (sempre isso!!) ao vinho importado!
Mas agora alguns produtores de San Juan acusam produtores chilenos de adicionar agua ao vinho de forma a baixar os custos e, desta forma, fazer uma concorrência desleal.

A situação PODE ser ainda pior uma vez que os produtores argentinos alegam que esta adição tem cobertura oficial, já que a lei chilena PERMITIRIA a adição de até 7% de agua ao vinho ( 5% por agua de lavagem de equipamentos de prensagem, dissolução de aditivos e reidratação de leveduras e outros 2% para dissolução de produtos enológicos).

Estas práticas são proibidas na Argentina, mas a adesão da Argentina ao Grupo Mundial de Comércio do Vinho obriga o país a aceitar as “ práticas enológicas” dos demais membros do grupo.
Os produtores de San Juan dizem que os grandes grupos argentinos como Peñaflor, Fecovita e RPB sabem que os chilenos utilizam esta prática para diminuir seus custos e que ao importar este vinho mais barato eles tem por finalidade baixar o preço da uva nas próximas colheitas.

Não creio em bruxas, mas......que elas existem, existem!!!!!

  • Rex Bibendi
  • Enoteca Decanter
  • Vinho Site