• Artigos

  • Relatos

  • Dicas e
    curiosidades

  • Eventos

  • Dicas de
    viagem

O impacto das geadas na safra 2017 dos vinhos franceses

24/07/2017::Daniel Chaves

Segundo o Ministro da Agricultura da França, a safra 2017 deve ter uma queda de aproximadamente 17%, ficando entre 37 a 38,2 milhões de hectolitros contra 45,5 milhões em 2016, em razão das geadas e do granizo. 

Isto representa um recorde histórico, inferior até mesmo à safra de 1991, outro ano em que as geadas atingiram fortemente os vinhedos comprometendo a produção. A diminuição da oferta terá um óbvio impacto no preço.

Em Bordeaux estima-se que as geadas da primavera reduzam em até 50% aa produção em comparação com o ano anterior. A margem direita foi a mais afetada.

Alsácia e o Languedoc-Roussillon são outras regiões em que a geada severa deve representar uma diminuição da produção. Doenças (Coulure) também foram um problema na Alsácia, Provence e sul do Rhône. 

A previsão é de que Borgonha, Loire e Champagne apresentem uma alta discreta de produção em relação a 2016, mas isto porque este ano também teve sofreu com as condições climáticas. Se comparado à média dos últimos 5 anos, o cenário é negativo.

A notícia positiva é que o alto calor do verão tem permitido a maturação completa das uvas - na verdade, em algumas regiões espera-se uma colheita de 10 a 20 dias antes do normal. 

Foto: Getty
  • Rex Bibendi
  • Enoteca Decanter
  • Vinho Site