• Artigos

  • Relatos

  • Dicas e
    curiosidades

  • Eventos

  • Dicas de
    viagem

Belo Vinho e As Encostas do Arrudas

05/09/2012::Christovão de Oliveira Júnior

Uma das coisas que sempre a digo a todos que me perguntam sobre o vinho é que uma das grandes qualidades desta bebida é o poder que ela tem de agrupar em torno dela pessoas especiais. Pessoas de um alto astral, senso de humor refinado e, acima de tudo, refinadas.

No mês de julho fui convidado a participar de um programa da Rede Minas sobre o vinho. Junto comigo participaram Viviana Oliveira, da Outono 81, Nelton Fagundes, da Enoteca Decanter e Márcio Ziviani, que eu não conhecia ainda. Eu e Márcio fomos os primeiros a chegar e, quando o assunto é vinho, iniciar um papo é a coisa mais fácil do mundo. Bastaram dez minutos de conversa para que eu constatasse que o Ziviani era mais uma daquelas pessoas apaixonadas pelo vinho e com uma postura inteiramente despojada frente ao vinho. Mostrou gostar do vinho pelo vinho, sem frescura sem afetação. Foram vinte minutos de um bom papo antes do início do programa.

O programa em questão foi o Brasil da Gerais com a apresentadora Roberta Zampetti. Logo que chegou a Roberta fez questão de definir que o programa deveria ser o mais informal possível. Cada um poderia falar o que quisesse, poderia ajudar no que outro estivesse falando, poderia fazer perguntas e até discordar. O fato é que a uma hora de programa foi um verdadeiro bate-papo entre a Roberta e nós, os convidados. Mais uma vez comprovei a bela postura do Ziviani frente às questões apresentadas e seus conceitos cheios de bom senso sobre o vinho.

Márcio Ziviani é professor da Universidade Federal e foi convidado pelo programa por ser um dos fundadores de uma das mais antigas confrarias da cidade: A Encosta do Arrudas que completa vinte anos agora em 2012. O brilhante nome foi escolhido em função de a maior parte dos participantes iniciais trabalharem na Escola de Engenharia da UFMG que se localiza na Avenida Contorno com Rua da Bahia, bem ao lado do Rio Arrudas. Na verdade eu desconfio que o nome original fosse Côte D'Arrudas, mas que para não ficar muito elitizado foi sabiamente traduzido para o atual nome.

Da nossa conversa comecei a descobrir alguns pontos em comum com o Ziviani e com a sua confraria, o que é absolutamente normal. O primeiro curso de vinhos feito por ele foi com o grande Professor Julio Anselmo na Associação Médica. Este foi praticamente o primeiro curso de vinhos de BH e formou grande parte dos maiores conhecedores de vinho da cidade. A partir deste curso o Professor Julio Anselmo fundou a Academia do Vinho em conjunto de meu primeiro professor, o Mestre Carlos Arruda e depois foi um dos grandes incentivadores da SBAV, chegando a ser presidente da Associação. Outro ponto de convergência é o prazer das duas confrarias em viajar por regiões produtoras e não apenas elas, mas também viagens apenas para curtir o vinho em locais especiais. Um destes locais, comum às duas confrarias, é Santana dos Montes, localizada a pouco mais de uma hora de BH. E, mais importante ainda é a hospedagem na mais do que especial Pousada Solar dos Montes do casal Ana e José Maria Medina.

Inevitavelmente, após o programa, combinamos que precisávamos encontrar para prosseguir nossa conversa e nosso conhecimento diante de algumas boas garrafas de vinho. Como não poderia deixar de fazer, na primeira quinta feira que marcamos o tradicional encontro na Pizzaria Papa Tutti aqui no Buritis, fiz o convite ao Ziviani para que participasse conosco da reunião. O convite foi prontamente aceito e para nosso prazer ele esteve presente com sua esposa para “derrubarmos” algumas garrafas e para umas poucas horas de agradável conversa.

Clique para ampliar

Como este mundo é muito pequeno, descobrimos que ele já havia sido diretor da Fundep, onde trabalha a Eloiza e que eles tinham uma boa relação já de algum tempo. Ficou mais fácil ainda a participação dele pela primeira vez no nosso grupo.

Clique para ampliar

Foi uma noite super agradável, na qual a conversa fluiu de uma forma excepcional, principalmente se considerarmos o auxílio fundamental de algumas belas garrafas de vinho.

Vinhos que foram degustados (clicar nos vinhos para ver a avaliação):

Clique para ampliar

Foi um primeiro encontro com o Márcio e que serviu para constatarmos que além de programarmos muitos outros, temos que rapidamente promover um encontro entre as duas confrarias. Tenho certeza que o mesmo prazer que tivemos em conhecer o Márcio teremos ao conhecer os outros membros da Encostas do Arrudas. Espero que este encontro ocorra breve e, o que é bem fácil, que tenhamos bons vinhos para “azeitar” a relação. Saúde e vida longa ao Belo Vinho e à Encostas do Arrudas e a todos os membros das duas. Santé!

 

  • Rex Bibendi
  • Enoteca Decanter
  • Vinho Site